4

COORDENADORIA DAS INSPETORIAS DO CREA-RS

coordenadoria das inspetorias

Inspetoria de Pelotas recebe homenagem pelos 50 anos da Câmara de Vereadores em 04 de novembro de 2021 

4.1. FINALIDADE E COMPOSIÇÃO DA COORDENADORIA DAS INSPETORIAS
A Coordenadoria das Inspetorias é um órgão pertencente à estrutura básica do CREA-RS e obedecerá ao disposto em regimento interno próprio e às diretrizes do Conselho. A Coordenadoria das Inspetorias é constituída por um coordenador e um coordenador adjunto, um representante de cada uma das Câmaras Especializadas existentes no CREA, um representante de cada uma das zonais existentes no Estado, todos exercendo cargos honoríficos.

4.2. COMPETÊNCIA DA COORDENADORIA DAS INSPETORIAS
Compete à Coordenadoria das Inspetorias:
I. Coordenar as atividades das Inspetorias determinando as providências necessárias;
II. Sugerir a criação, expansão ou extinção de Inspetorias;
III. Encaminhar aos demais segmentos do CREA-RS os assuntos relacionados com as Inspetorias;
IV. Coordenar e subsidiar os trabalhos das assessorias do CREA, relacionados com as Inspetorias;
V. Programar e convocar reunião ordinária anual com os inspetores (seminário das Inspetorias) e extraordinária quando necessário;
VI. Programar e convocar reuniões anuais com os funcionários das Inspetorias (treinamento de funcionários administrativos) e extraordinárias quando necessário;
VII. Assessorar e orientar as diretorias das Inspetorias, bem como as comissões, visando o funcionamento delas em consonância com os demais segmentos do CREA;
VIII. Compatibilizar as atividades e rotinas das Inspetorias e dos demais setores do CREA;
IX. Incentivar as Inspetorias no fomento, na formação e no apoio ao fortalecimento de entidades de classe, na área de sua circunscrição;
X. Promover e coordenar reuniões de zonais periódicas;
XI. Instruir as inspetorias visando o cumprimento da legislação, das normas e instruções baixadas pelo CREA;
XII. Promover o aprimoramento dos Inspetores quanto à legislação profissional, mantendo-as informadas quanto a eventuais alterações.


4.3. ELEIÇÃO DOS COORDENADORES
A eleição para Coordenador e Coordenador-Adjunto das Inspetorias ocorre a cada dois anos e é realizada durante o Seminário das Inspetorias do CREA-RS. Os candidatos deverão ser ou ter sido inspetores e estar quites com suas obrigações regulamentares no Conselho. O mandato é honorífico e tem vigência de 2 (dois) anos. Nenhum profissional pode exercer a mesma função eletiva por mais de dois mandatos sucessivos.
Quem vota para a escolha dos coordenadores são um Representante por Inspetoria, os Representantes das Zonais, os Representantes das Câmaras Especializadas na Coordenadoria das Inspetorias e o Coordenador das Inspetorias. Os Representantes das Zonais e seus suplentes são eleitos pelas Zonais. Os Representantes das Câmaras Especializadas e seus suplentes são indicados anualmente pelas respectivas Câmaras.

4.3.1 Os coordenadores participam como convocados das reuniões de Diretoria e das Sessões Plenárias.


4.4. EVENTOS
• Reunião de Coordenadoria: realizada a cada sessenta dias, mediante convocação da Gerência das Inspetorias, com a participação do Coordenador e Coordenador-Adjunto das Inspetorias, Representantes das Zonais, Representantes das Câmaras Especializadas, quando são discutidos assuntos de interesse do Conselho, ocorrendo dessa forma a disseminação dos assuntos de interesse comum da comunidade profissional.
• Reunião com os Representantes de Zonais: realizada a cada sessenta dias, mediante convocação da Gerência das Inspetorias, com a participação do Coordenador e Coordenador-Adjunto das Inspetorias e Representantes das Zonais.
• Seminário das Inspetorias: o evento é anual, com participação da Diretoria do CREA-RS, do Coordenador e Coordenador-Adjunto das Inspetorias, Representantes das Zonais, Representantes das Câmaras Especializadas na Coordenadoria das Inspetorias, três Inspetores por Inspetoria, convidados afins de acordo com a necessidade da programação e o apoio administrativo dos funcionários da Coordenadoria das Inspetorias.
• Treinamento de Inspetores: poderão ser realizados treinamentos Estaduais ou por Zonais, abrangendo todos os inspetores ou parte deles, dependendo da necessidade.
• Treinamento das Comissões das Inspetorias: poderão ser realizados treinamentos por Inspetoria ou por Zonal, com a participação da gerência de fiscalização, gerência de Inspetorias e gerência de Câmara Especializada.
• Treinamento dos Funcionários Administrativos das Inspetorias: poderão ser realizados por Inspetorias, por Zonal ou em âmbito Estadual, visando adequar procedimentos administrativos e operacionais com a finalidade de qualificar o desempenho de tarefas, funções e rotinas administrativas.


4.5. ZONAL
A Zonal é o órgão representativo de um grupo de Inspetorias agrupadas por proximidade geográfica na Coordenadoria das Inspetorias, exercendo um papel fundamental para o Sistema. Atualmente a Coordenadoria das Inspetorias é formada por 11 Zonais, compostas de três a seis Inspetorias.

4.5.1. Estrutura Funcional das Zonais
Para que não haja prejuízo nesse procedimento de descentralização, é necessária uma perfeita sintonia entre as partes. Isso só é possível se todos falarem a mesma linguagem e adotarem os mesmos procedimentos, sejam eles rotineiros ou não.

4.5.2. Representante de Zonal​
Cada Zonal terá um Representante Titular e um Suplente, eleitos durante a última reunião da sua Zonal, para conduzir as reuniões de sua Zonal e compor o fórum da Coordenadoria das Inspetorias, cujos cargos são honoríficos. O representante deverá ter sido inspetor, ao menos por uma gestão. E pode, ou não, estar exercendo a função de Inspetor.

4.5.2.1. Competências do Representante de Zonal:
• representar a zonal no âmbito da Coordenadoria das Inspetorias;
• participar de reuniões da Coordenadoria das Inspetorias, levando os encaminhamentos da Zonal;
• participar de eventos do CREA-RS quando convocado, principalmente quando na sua Zonal;
• convocar, instalar e presidir as reuniões de sua Zonal;
• eelatar nas reuniões de Zonal os assuntos tratados na reunião da Coordenadoria das Inspetorias;
• coordenar a elaboração de ações estratégicas da Zonal;
• representar a Inspetoria da qual faz parte em ações e eventos em sua cidade de origem sem que isso se sobreponha à diretoria desta Inspetoria;
• para efetivar as ações do Representante de Zonal, este buscará apoio administrativo na sua Inspetoria de origem, tais como: convocação para as reuniões, elaboração das Atas e controle de leitura e recebimento das mesmas e demais avisos e eventos que envolvam o respectivo Representante.

4.5.2.2 Competências do Representante de Zonal suplente: substituir o Representante de Zonal titular, nos seus impedimentos.

Inspetorias rio grande

4.6. REPRESENTANTE DE CÂMARA
Anualmente cada Câmara Especializada indica seu conselheiro representante e respectivo
suplente para compor o fórum da Coordenadoria das Inspetorias.

4.6.1 Competências dos Representantes das Câmaras nas reuniões de Coordenadoria:
tomar conhecimento dos assuntos provenientes das Inspetorias, repassar em reuniões
de Câmara e dar andamento, dar conhecimento aos Representantes das Zonais das
ações das Câmaras que digam respeito às Inspetorias e participar no no planejamento
de ações da Coordenadoria.


4.7. GERÊNCIA DAS INSPETORIAS
Fazendo parte da estrutura auxiliar do Conselho, a Gerência das Inspetorias – GINS tem
como objetivo dar suporte administrativo às 44 Inspetorias gerenciando e propiciando que
estas funcionem em perfeita sintonia com a sede. Entre suas atividades elencamos:
• gerenciamento das atividades administrativas das Inspetorias, buscando a
padronização de procedimentos e cumprimento das normas estabelecidas;
• supervisão aos funcionários administrativos das Inspetorias, orientando e
minimizando as inconformidades;
• análise de previsões de despesas das Inspetorias, bem como lançamento mensal de
recursos financeiros para suprimento de fundos;
• organização de treinamentos;
• monitoramento de processos gerados pelas Inspetorias verificando possíveis falhas
de processualística, visando a correção e agilização dos procedimentos;
• controle de despesas junto às Inspetorias (telefonia, conta de suprimento de fundos,
reformas, faxinas etc.) visando economia, otimização dos investimentos, bem como
cumprimento das determinações legais;
• assessoramento ao colegiado da Coordenadoria das Inspetorias;
• gerenciamento dos funcionários administrativos e estagiários lotados nas Inspetorias.

download da página [pdf]